As respostas são relevantes. Avatar, de James Cameron, é o filme mais bem-sucedido de todos os tempos, mas esse épico da ficção científica contemporânea tem suas raízes em descobertas científicas reais. Cameron nos fornece um vislumbre da vida em um mundo distante, imaginado em minuciosos detalhes. 

Para que a espécie humana sobreviva, muitas pessoas, inclusive personalidades como o professor Stephen Hawking, afirmam que devemos colonizar outros planetas além do nosso sistema solar. Da física das viagens no espaço exterior à química antigravitacional do unobtanium, e da extraordinária flora e fauna de Pandora à possibilidade de transferência de consciência para outros corpos, o autor de A Ciência de Avatar revela que às vezes podemos estar muito mais próximos do mundo de Avatar do que nossa mente pode imaginar. 

Baxter nos revela também que, algumas vezes, muitos aspectos do mundo ecológico e equilibrado de Avatar são algo totalmente impossível. Estimulante, surpreendente e fonte de infindável fascínio, A Ciência de Avatar é um guia extraordinário e instigante para o maior filme da história, escrito por um mestre da ficção científica.

2 Comentários

  1. Eu não fico muito interessada pelo livro, porque acho que sou uma das poucas pessoas que não curtem Avatar. :/ Não gostei do filme e achei cansativo.
    Mas parabéns pela resenha.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled
    http://girlspoiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei mt do filme mas acho que o livro deve ser bem intereçante macarons-and-tea.blogspot.com

    ResponderExcluir